Vereador Paulinho se manifesta sobre perseguição da gestão Bebeto Gama ao Projeto Visão Sem Fronteiras.

quarta-feira, 24 de novembro de 2021

/ Por: ...

O Vereador Paulinho de Papau publicou uma nota, no início da tarde dessa terça-feira (23/11), abordando a situação do Projeto Visão Sem Fronteiras, que foi suspenso graças às manobras de perseguição da gestão do Prefeito Bebeto Gama. Confira na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO: PROJETO VISÃO SEM FRONTEIRAS!

O vereador Paulinho de Papau no uso de suas atribuições e com muito pesar vem a público de forma respeitosa e com tristeza, informar que não daremos continuidade às atividades do Projeto Visão Sem Fronteiras na sede e nos Distritos de Barrolandia e Boca do Córrego. Para quem não sabe, o projeto em questão foi viabilizado por nós depois de uma recusa da gestão e seu objetivo era realizar cerca de 800 exames de acuidade visual, teste do olhinho entre outros, na sede e no interior de Belmonte. Como trata-se de um projeto da área da saúde, os médicos e técnicos responsáveis precisam de um espaço de saúde adequado, tais como hospitais, postos de saúde, etc para a realização dos procedimentos. Sendo assim, já estávamos divulgando esse projeto a meses e solicitamos tbm via ofício e em tempo hábil que a Secretaria de Saúde nos cedesse o espaço do Posto de Saúde José Taurino no Bairro da Biela e a Unidade de Saúde de Barrolandia para fazermos os exames na população; porém mesmo com todo esforço nossa solicitação foi negada.

Além de não cederem o espaço, a prefeitura ainda mandou uma equipe de vigilância sanitária ,que por sinal os profissionais em uso de sua atribuições nos abordou super bem e de forma respeitosa,no local onde estávamos realizando a triagem e tentando realizar os exames (Colônia de pescadores), para verificar se estávamos cumprindo os protocolos, checar documentação da empresa, CRM dos médicos etc.. onde a gestão estaria insinuando que eu estaria sendo irresponsável e trazendo algo ilegal para nossa população,e chegando lá foi constatado que tudo ocorria bem, a empresa dentro das legalidades os médicos e auxiliares exercendo suas funções legalmente e continuamos os atendimentos. No entanto, no fim do dia fui informado pela equipe do projeto (conforme vídeo em anexo) que a médica desistiu de atender dada a precariedade de espaço e falta de infraestrutura adequada. Ele nos informaram que o próprio Conselho Federal de Oftalmologia poderia punir o profissional que fizesse atendimentos em locais inadequados e por isso eles estavam encerrando as atividades.

Fizemos o que foi possível, providenciamos tudo que estava ao nosso alcance, agradeço a todos voluntários e equipe que nos acompanha em todos os trabalhos, mas parte do esforço que não nos cabe não foi feito e foi apenas por perseguição política, pelo fato de sermos considerados oposição e porque a gestão municipal quer que nada que façamos dê certo e com isso só quem perde é a população. Ontem com todo sacrifício realizamos 400 exames, e hj deixamos de fazer mais de 300 exames na população mais carentes que é a que mais perde. Ontem ao sair durante a sessão da câmara, fui direto para casa me medicar, com a pressão alta, preocupado e com o coração apertado sem saber o que dizer para todos vocês, e buscando alguma alternativa para que o atendimento não fosse interrompido.

DEIXO BEM CLARO QUE ESSAS PERSEGUIÇÕES POLÍTICAS NÃO NOS INTIMIDA, E NÃO SÓ NOS AFETA, MAS COMO TBM AO POVO. QUE MAIS PRECISA
DESSAS AÇÕES!!!

Peço a compreensão de toda a população e reafirmo nosso compromisso com a comunidade. Tomaremos todas as medidas cabíveis e faremos o possível para que nada atrapalhe nossas ações.

Grato pela compreensão!

Vereador Paulinho de Papau



Fonte: MaisBn

Sem comentários

Enviar um comentário

Mais
© EQUIPE DE IMPRENSA
EMPRESA MJM COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADES CNPJ: 40.198.174/0001-25.