ELEIÇÕES 2024

ELEIÇÕES 2024

Polícia Militar, Governo Federal e Polícia Civil unem forças contra a violência no Extremo Sul da Bahia

segunda-feira, 4 de setembro de 2023

/ Por: ...


Uma ação conjunta entre a Polícia Militar da Bahia, o Ministério da Justiça e a Secretaria de Segurança Pública do Estado foi lançada no último sábado (02), para combater os crimes violentos letais intencionais no Extremo Sul Baiano. 

A Operação Paz mobiliza mais de 80 policiais militares neste primeiro momento e visa reforçar a prevenção e a repressão à criminalidade em várias cidades da região.

O coronel Paraíso, comandante do CPR-ES (Comando de Policiamento Regional do Extremo Sul), deu início à operação na sede do comando, em Teixeira de Freitas, onde orientou os policiais sobre as estratégias e os objetivos das ações que se desdobrarão nos próximos meses e começaram a mostrar resultados neste fim de semana.

Segundo o comandante, a Operação Paz é uma iniciativa que soma esforços e recursos de diferentes esferas governamentais para promover um ambiente mais seguro em todo o estado.

"A segurança pública é uma responsabilidade compartilhada, e é com a integração de conhecimentos e capacidades que poderemos alcançar resultados significativos na prevenção e no combate à violência", afirmou.

O coronel Paraíso ressaltou que "a segurança é um direito fundamental de todos, e a nossa missão é garantir que cada cidadão possa viver em paz, sem o medo de se tornar uma vítima da criminalidade."

Além da PM da Bahia, a Polícia Civil do Estado, por meio dos Departamentos Operacionais, deflagrou, na manhã da sexta-feira (1º), a Operação Paz, uma ação integrada nacional de repressão e prevenção aos crimes relacionados às mortes violentas intencionais (MVIs).

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em doze unidades federativas que participam da operação, deflagrada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). 

Na Bahia, as ordens judiciais serão cumpridas em municípios com alto índice de criminalidade, sendo que três deles fazem limite com outros estados. "Estamos empregando toda expertise de inteligência policial e operacional para reduzir esses índices e promover a paz e o equilíbrio social para a população baiana", ressaltou a Delegada-Geral, Heloísa Campos de Brito.

Estão envolvidos na operação mais de 200 policiais civis:

  • Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP);
  • Departamento de Polícia Metropolitana (Depom); 
  • Departamento de Polícia do Interior (Depin);
  • Departamento Especializado de Investigações Criminais (DEIC);
  • Departamento de Inteligência Policial (DIP); 
  • Especializado de Investigação e Repressão ao Narcotráfico (Denarc);
  • Departamento de Repressão e Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro (Draco);
  • Departamento e das Coordenações de Polícia Interestadual (Polinter);
  • Departamento de Operações e Recursos Especiais (CORE).
A Missão de Paz é necessária para que as partes envolvidas em determinado conflito concordem com a operação, havendo a liberdade de ação – tanto política quanto militar – onde as tropas possam cumprir seus objetivos.


Fonte: Verdinho Itabuna
Mais
© BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados.