ACM Neto se defende acusações e se diz vítima de "perseguição" - BAHIA NA NET - NOTÍCIAS

DESTAQUES

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES

domingo, 10 de julho de 2022

ACM Neto se defende acusações e se diz vítima de "perseguição"

O caldo "entornou" de vez entre dois grandes caciques da política baiana neste domingo (10). O pré-candidato a governador da Bahia, ACM Neto (União Brasil), se defendeu das acusações do presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), e o acusou de "perseguição" durante a corrida eleitoral deste ano. Os dois, que já foram aliados no passado, se encontram em campos diametralmente opostos no pleito deste ano.


O jornal A Tarde publicou uma reportagem informando que as contas da Prefeitura de Salvador do ano de 2017 encontram-se na  Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara Municipal. O colegiado é presidido pela vereadora Marta Rodrigues (PT), irmã do principal adversário de Neto, o também pré-candidato do PT Jerônimo Rodrigues (do qual Geraldo ocupa a vaga de vice na chapa).  Consultada pela comissão, a Procuradoria Jurídica da Casa opinou pela rejeição das contas, o que pode tornar Neto inelegível por meio da Lei da Ficha Limpa.


Em uma nota em tom acalorado à imprensa, Neto afirmou que existe uma suposta "tentativa de criar fato político em torno de suas contas, todas aprovadas pelo TCM, não passa de um ato desesperado e baixo". "Eles estão vendo que serão derrotados na eleição e estão utilizando a Câmara para criar factóides e atacar os adversários", criticou o ex-prefeito.


Neto ressalta ainda no comunicado que suas "contas sempre foram aprovadas pelo TCM e, inclusive, pela própria Câmara Municipal, que já apreciou e aprovou quatro pareceres relativos a exercícios financeiros de sua gestão na capital baiana". "Ao invés de encarar a competição de forma democrática e saudável, Geraldo e Marta apelam para atitudes antidemocráticas e utilizam a Câmara para fins eleitoreiros e tão rasteiros", emendou.


Ainda segundo o herdeiro carlista, "o uso do Poder Legislativo para persegui-lo é uma prática de quem não tem nenhum apreço pelos princípios democráticos e republicanos do jogo eleitoral". "Agora, nada disso é mais forte do que a vontade do povo. O desespero deles é exatamente esse, porque estão vendo por toda a Bahia o desejo de mudança. Como não conseguem competir de forma honrosa e respeitável, apelam para o que há de pior na política. Mas o povo está vendo e dará a eles a resposta nas urnas", frisou, no mesmo comunicado.


Mais cedo, em um evento do PT em Jacobina (BA), Geraldo rebateu os argumentos de Neto. “Eles pensam que eu vou municipalizar a eleição, mas fica aqui um recado registrado: eu não vou me curvar ao autoritarismo que é imposto na cidade de Salvador. A Câmara Municipal da nossa cidade tem independência, tem autonomia. E essa é uma das razões para estar aqui. Na história da vida política não há espaço para os covardes”, esbravejou o presidente da Câmara Municipal de Salvador. A decisão final pela aprovação ou rejeição das contas terá que ser dada pelo Plenário da Câmara.



Fonte: Bnews


PUBLICIDADES

Responsive Ads Here