PAI QUEBRA A PERNA DE BEBÊ DE 11 MESES E AGRIDE A MÃE - BAHIA NA NET - NOTÍCIAS

DESTAQUES

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES

domingo, 2 de janeiro de 2022

PAI QUEBRA A PERNA DE BEBÊ DE 11 MESES E AGRIDE A MÃE


O fato aconteceu na noite desta quarta-feira, 23 de dezembro, na Rua Júlio Meque, no distrito de Helvécia, localidade conhecida como Poeirão, no município de Nova Viçosa-BA. De acordo com as informações da mãe, de 23 anos, na noite da quarta-feira (23), ela teria ido na casa da sua mãe, buscar um dinheiro para comprar fraldas para seu filho, quando chegou o pai da criança totalmente alterado.

“Ele queria pegar meu filho. Eu nunca proibi meu filho de estar com o pai, mas ele mama, ele só dorme comigo, foi quando ele pegou o meu filho e me perguntou se ela iria passar a noite ali. Estava chovendo, faltou energia, e precisava que a chuva passasse, porque estava com 02 (duas) crianças, e não teria como ir para casa, foi quando ele (pai) disse que nunca mais eu iria ver ele, já que eu iria ficar aí”.

“Você está louco, você não vai levar meu filho, foi quando ele me levou para um lugar escuro, distante da casa de minha mãe, e começou as agressões, entortando à minha mão para trás, socos, me agredindo com uma lanterna, e falava a todo tempo, segura o menino, segura o menino. Fui agredida na cabeça, na barriga em várias partes do corpo, com um guarda-chuva”, explicou a vítima.

Enfurecido, o pai (agressor) Caique Alice Rita Barbosa, de 27 anos, gritou: “Se ele ficar comigo eu morro e ele também. As agressões continuaram, e o Caíque foi tirar uma lanterna de sua cintura, se descuidou da criança, que caiu no chão. Ele estava descontrolado, não sei ao certo se foi nesse momento que meu filho fraturou a perna”, acrescentou.

Ainda segundo a mãe, nesse momento, ela já não sabia mais o que fazer. Ela trocou a roupa da criança e ele (o pai) a levou para sua casa. A família acionou a Polícia Militar, mas, o Caíque resolveu devolver a criança. “Ao chegar na casa da avó da criança, todos ficaram temendo que ele, o Caique, estivesse armado, foi quando ele deixou a criança jogada no passeio da residência, e saiu tomando rumo ignorado”.

De imediato, uma ambulância prestou socorro à criança. O Conselho Tutelar foi acionado e a Polícia Civil, depois de ser informada, expediu Guia para Exame de Lesões Corporais. Ainda em conversa com a Reportagem do Liberdade News, a mãe disse que após procedimentos médicos no Hospital Municipal de Posto da Mata, a criança ficou 03 (três) dias internada, e teve uma fratura no fêmur, mas, passa bem e ela pede agora por Justiça.


Fonte: LiberdadeNews

PUBLICIDADES

Responsive Ads Here