Onze pessoas morreram durante os seis dias de chuvas intensas na Bahia. No final da tarde desta segunda-feira (13) foi localizado o corpo do pescador Antônio Tovi dos Santos no rio Jucuruçu, segundo a Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec). O estado também contabiliza 267 feridos.

Outros 6.371 moradores estão desabrigados e 15.199 estão desalojados por causa dos estragos causados pelos temporais na Bahia. No total, 220.297 pessoas foram atingidas pela chuva e 51 cidades decretaram situação de emergência.

Ediel, Ana Cecília e Cícero Neto

Ediel, de 26 anos, e os sobrinhos dele, Ana Cecília, de 9 anos, e o irmão dela, Cícero Neto, de 4, morreram soterrados após um barranco deslizar e atingir a casa deles, durante a forte chuva que atingiu a cidade de Itamaraju, que fica na região sul da Bahia, na quarta-feira (8).

Os pais de Ana Cecília, o filho mais velho do casal e a avó dos meninos foram resgatados com vida.

Elita Pereira e Eliana Pereira

Elita Pereira, de 80 anos, e a filha Eliana Pereira, de 40, morreram depois que a casa onde elas estavam foi soterrada, na zona rural de Amargosa, no Recôncavo baiano.

O Corpo de Bombeiros e os moradores seguem à procura do marido da idosa e pai de Eliana. O homem identificado como Gildásio Ribeiro, de 89 anos, também estava no imóvel no momento do soterramento.

Leandro de Jesus

Leandro de Jesus morreu na cidade de Macarani, no sudoeste da Bahia, após andar em uma das pontes que ficaram destruídas, se desequilibra e é levado pela correnteza.


Inicialmente a prefeita do município, Selma Souto, afirmou que o homem havia sido resgatado após quebrar a perna, mas na sexta-feira (10), ela mudou a versão e informou que ele não foi resgatado vivo.

Edilázio Silva do Carmo

 Foto: Reprodução / TV Santa Cruz

O corpo do pescador de um pescador de 40 anos foi encontrado por pescadores na manhã de sábado (11), em Corumbau, na cidade de Prado, no sul da Bahia.


Segundo informações da Prefeitura de Prado, Edilazio Silva do Carmo, conhecido como Lázaro, foi estava desaparecido desde segunda-feira (6) quando saiu para pescar, na Praia do Povoado.

Antônio Tovi dos Santos

Antônio Tovi dos Santos, 69 anos, desapareceu após a canoa em que ele estava virar no rio Jucuruçu, no extremo sul da Bahia. O caso aconteceu na quarta-feira (8).

Ele morava em um sítio que fica entre Nova Alegria, distrito de Itamaraju, e Jucuruçu, mas para se deslocar do local, precisa atravessar o rio.


Ele tinha um carro que fica guardado do outro lado do rio. Como a subida do nível da água, que passou a se aproximar do veículo, o idoso tentou atravessar o rio para tirar o carro de lá, mas no meio do caminho, a canoa bateu em um tronco de árvore e virou.


O g1 tenta as identificações das duas pessoas que morreram na cidade de Itaberaba e da que morreu em Ruy Barbosa.

Por G1

Bahia na net
Bahia na net