ELEIÇÕES 2024

ELEIÇÕES 2024

Arma que vitimou cigana foi comprada por sogra após outro filho sofrer sequestro

domingo, 13 de agosto de 2023

/ Por: BAHIA NA NET 04

Indiciada por homicídio culposo e porte ilegal de arma de fogo, a sogra da cigana Hyara Flor Santos Alves comprou a arma que vitimou a nora porque outro filho teria sofrido um sequestro e queria se proteger.

A informação foi divulgada em coletiva de imprensa da Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (11) pelos delegados, Paulo Henrique de Oliveira, coordenador da 23ª Coorpin/Eunápolis, e Robson Andrade, titular da delegacia de Guaratinga.

Segundo informou o Bahia Notícias, parceiro do Radar, a arma tinha sido adquirida em Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano.

Ainda na sexta-feira, a Polícia Civil divulgou a conclusão do inquérito que apura a morte da jovem, ocorrida no dia 6 de julho em Guaratinga, na Costa do Descobrimento, região de Porto Seguro. Segundo as investigações, a morte ocorreu após tiro acidental desferido pelo irmão do companheiro da vítima, um garoto de nove anos, enquanto os dois brincavam

Um tio da vítima também foi indiciado no caso por ter disparado contra a residência do casal de adolescentes.

AUTOR DE DISPARO CONTRA NÃO SERÁ APREENDIDO – Ainda segundo o BN, a criança de nove anos apontada como autora do disparo que causou a morte de Hyara Flor não precisará ser apreendida. Na coletiva de imprensa, o delegado Paulo Henrique de Oliveira lembrou que a legislação não prevê internações para menores de 12 anos. No entanto, o garoto deve ficar aos cuidados do Ministério Público do Estado (MP-BA) que deve tomar as medidas legais.


O adolescente marido de Hyara Flor, de 14 anos, que foi apreendido pode ser liberado a qualquer momento. Pelo inquérito, a polícia descartou que o disparo tinha sido desferido por ele. Conforme o delegado Paulo Henrique de Oliveira, o casal também não tinha histórico de violência. O jovem segue no estado do Espírito Santo.



Fonte: Radar.News

Mais
© BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados.