Secretaria de Saúde de Cabrália monitora 4 casos suspeitos de varíola do macaco - BAHIA NA NET - NOTÍCIAS

DESTAQUES

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES

sábado, 30 de julho de 2022

Secretaria de Saúde de Cabrália monitora 4 casos suspeitos de varíola do macaco

A Secretaria de Saúde de Santa Cruz Cabrália está monitorando quatro casos suspeitos de suspeito de monkeypox, conhecido como varíola dos macacos, no município. Até o momento, não há confirmação de casos positivos. A secretaria informou que mantém vigilância máxima, com equipes de prontidão para identificar, orientar e tomar providências caso seja necessário.


CASOS SUSPEITOS – Um dos casos suspeitos em Cabrália foi notificado dia 22 de julho. Trata-se de uma criança de 10 anos, com aparecimento de lesões bolhosas há mais de duas semanas. Ela foi internada no Hospital Luís Eduardo, em Porto Seguro, no dia 23 de julho, fez a coleta e o exame seguiu para Salvador no dia 24 de julho, sendo ainda aguardado o resultado. As pessoas que tiveram contato próximo à criança seguem assintomáticos.



Dois novos casos suspeitos foram registrados no dia 27 de julho. Uma mulher de 20 anos, que há sete dias começou a apresentar erupções cutâneas, febre e cefaleia, e sua filha de 6 meses, que também começou a ter erupções na pele após os sintomas da mãe. As lesões estão sendo monitoradas pela equipe de saúde e as pacientes seguem em isolamento.
No dia 28 de julho, foi notificado o caso de uma criança de 3 anos com erupções cutâneas e febre, com os sintomas tendo iniciado há quatro dias. As pessoas que tiveram contato com a criança estão assintomáticas.



De acordo com a Secretaria de Saúde do município, todos os casos seguem monitorados e sem complicações. Nenhum apresenta vínculo epidemiológico, contato com suspeito ou registro de viagem para fora do município.



QUADRO NO EXTREMO SUL – A região Extremo Sul contabiliza, até o momento, seis casos suspeitos, sendo quatro em Cabrália, um em Itapebi e um em Alcobaça, conforme boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) na sexta-feira. Porto Seguro investigava um caso que não se confirmou, pois o município não consta mais na lista da Sesab.



SITUAÇÃO ESTADUAL – A Bahia tem, no total, sete casos confirmados da doença causada pelo vírus monkeypox, todos de pessoas que residem em Salvador, informou a Sesab. O primeiro caso de varíola dos macacos na Bahia foi registrado no dia 13 de julho.


Outros 63 casos suspeitos estão sendo investigados em todo o estado, incluindo os seis casos no Extremo Sul.



O QUE É A DOENÇA – A varíola do macaco é uma doença viral de baixíssima letalidade e dificilmente exige hospitalização. Em caso de suspeita, a orientação é procurar o posto de saúde mais próximo. Os principais sintomas são febre, calafrios, indisposição, além de pústulas, ou bolhas de secreção pelo corpo.



Não existe vacina contra a doença, e a forma de prevenir é evitar o contato direto com a secreção e também as aglomerações, já que o contágio pode se dar também pelo ar. O tratamento é feito à base de medicações para tratamento dos sintomas, quando necessário.


Fonte: Radar64

PUBLICIDADES

Responsive Ads Here