Ex-secretário de Bolsonaro reacende caso dos respiradores na Bahia e causa polêmica nas redes; governo não se manifesta - BAHIA NA NET - NOTÍCIAS

DESTAQUES

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES

sábado, 9 de julho de 2022

Ex-secretário de Bolsonaro reacende caso dos respiradores na Bahia e causa polêmica nas redes; governo não se manifesta

O ex-secretário nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, André Porciúncula (PL), usou o Twitter, na manhã deste sábado (09), para reacender a polêmica sobre compras de respiradores em loja de maconha e sugerir a prisão do governador Rui Costa (PT). “Motivo mais do que suficiente para ser preso”, disse. O Bnews fez contato com a Assessoria de Comunicação do governador, que preferiu não se manifestar sobre as declarações do bolsonarista.


Em vídeo publicado em sua conta oficial, o aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que o petista tem muito o que se explicar sobre o assunto.  “O governador tem que se explicar porque ele investiu esse dinheiro que, em tese, era pra combater a pandemia e ele investiu em respiradores em uma loja de maconha”, disse Porciuncula.

A polêmica envolvendo respiradores e a loja de produtos à base de maconha, a Hempcare, foi denunciado pela revista Veja. Segundo a publicação, R$48 milhões foram pagos adiantados a Hempcare (“hemp” significa maconha e “care” cuidado), na compra de 300 respiradores. Em abril, o governador prestou depoimento à Polícia Federal e disse não ter “pleno domínio do inglês” e por isso não sabia que pagou o valor adiantado a uma empresa de produtos à base de maconha. Até o momento não há provas contra o governador. 


Em conversa com o BNews, André Porciúncula pediu prisão imediata do governador. “Pior do que comprar respirador em loja de maconha é fazer o povo baiano de idiota com uma versão dessa. Nossa legislação é complacente com criminoso de colarinho branco, mas eu defendo a prisão imediata do Rui Costa do Gaban”, disse referindo-se também a Carlos Gabas, secretário-executivo do Consórcio Nordeste. 


Esta não é a primeira vez que Rui Costa tem seu nome envolvido em situações polêmicas. Recentemente, o prefeito de Brumado, Eduardo Lima Vasconcelos (sem partido), deu a entender - sem apresentar provas - que o governador estaria supostamente associado ao narcotráfico. "O governador da Bahia, recentemente, fez um pronunciamento defendendo o jovem que trafica, dizendo que quem fazia delivery, entregando drogas, que poderia ganhar ou comprar uma moto e fazer a entrega no sistema delivery e que ele estava gerando emprego", disse o gestor durante live.


Durante sua passagem pelo município de Matina, no sudoeste baiano, na última quinta-feira (07), Rui rebateu. “Eu evito fazer debates com pessoas desqualificadas ou que descem a esse nível. Meu nível educacional e moral, que minha mãe me ensinou, não é o mesmo dele. A resposta que eu dou é através da ação judicial e criminal. Eu já entrei com as ações, mais de uma ação, inclusive”, comentou o governador, segundo o jornal A Tarde.


Fonte: Bnews


PUBLICIDADES

Responsive Ads Here