Na noite de domingo, 20/02/2022, um crime foi flagrado por câmeras de segurança, mostrando uma cena de extrema violência, na Rua Antônio Dias, no bairro Magali, em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. Os vídeos contém imagens fortes e viralizaram nas redes sociais.


Edivaldo Barbosa da Costa Neto, de 41 anos de idade, que seria ex-presidiário e morador o Vila Nova, estava numa festinha e saiu para pegar um carregador de celular que estava no seu carro, uma BMW blindada. Quando ele estava dentro do carro, foi cercado por pelo menos quatro elementos fortemente armados. Ele deu marcha a ré e posteriormente saiu do carro, sendo alvejado com vários balaços. Mesmo caído, os homens continuaram atirando com pistolas e fuzis. Foram disparados pelo menos 50 tiros contra o mesmo.


Segundo o SBT News, Edivaldo seria responsável pelas vans irregulares na região e faria parte de uma milícia. A Polícia Civil acredita que a execução possa estar relacionada a uma guerra entre integrantes da milícia de Danilo Dias Lima, o Tandera - da qual a vítima faria parte - e a milícia comandada por Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho. Ambos querem o controle do território na zona oeste, depois da morte de Wellington da Silva Braga, o Ecko, que era irmão de Zinho.


Fonte: SbtNews

BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
BAHIA NA NET - NOTÍCIAS