Comandante dos Bombeiros da BA relata preocupação com quantidade de águas em barragens: 'várias em nível crítico' - BAHIA NA NET - NOTÍCIAS

DESTAQUES

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES

terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Comandante dos Bombeiros da BA relata preocupação com quantidade de águas em barragens: 'várias em nível crítico'

O seu vídeo começa em
 
00:-1
27 de dez de 2021 às 19:10 

Chuva volta a cair em Itambé, no sudoeste da Bahia, nesta segunda-feira

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini, relatou preocupação com o volume de água em barragens no estado da Bahia. Ao menos 10 delas estão em nível crítico, por causa das fortes chuvas que caem no estado desde o mês de novembro.

Segundo o coronel, apesar da situação alarmante, as barragens não correm o risco iminente de rompimento. Marchesini também destacou que as estruturas que já se romperam no estado são construções privadas.

“Precisamos esclarecer um problema: nós temos várias barragens em nível crítico, com relação à quantidade de água, não com relação à possibilidade de um rompimento da barragem. As barragens que estão se rompendo são barragens privadas, naturalmente feitas por fazendeiros, tendo em vista que as regiões sofrem com problemas de chuvas, e eles acabam construindo barragens em suas próprias propriedades, pequenas barragens".


"Essas barragens de água foram se rompendo com essa situação e isso acabou causando um efeito dominó, mas as barragens principais do estado estão tranquilas até o momento".

 


Entre os rompimentos de barragens mais recentes estão a de Vitória da Conquista, na noite de sábado (25), e a de Jussiape, na Chapada Diamantina, na manhã deste domingo (26). Marchesini informou ainda que todas as barragens administradas pelo governo da Bahia estão em observação, para evitar acidentes

"A quantidade do nível de água nelas é o que realmente nós estamos em observação, com todas elas. As equipes responsáveis por cada uma de suas barragens estão fazendo monitoramento e a liberação de água na medida do controle para que evite qualquer tipo de problema maior para as comunidades ribeirinhas”.


Fonte: G1-BAHIA

      PUBLICIDADES

      Responsive Ads Here