Porto Seguro: Mulher invade escola com facão para tentar agredir professora

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

/ Por: ...

Uma funcionária da Escola Municipal Professora Terezinha da Conceição Sampaio Vieira, localizada na Vila Parracho, em Porto Seguro, foi ferida com golpes de facão por uma mulher que invadiu o local na manhã desta terça-feira (31). De acordo com a Polícia Civil, a agressora foi identificada como sendo tia de um ex-aluno da Creche Escolar Mazoniel Santos e aluno atual da Escola Municipal Professora Terezinha da Conceição Sampaio Vieira.

Por volta das 9h30min, uma agressora entrou na Creche Escolar Mazoniel Santos, que fica na mesma rua da escola, procurando por uma pessoa que trabalha no local. Em seguida, se retirou e, como apresentava um comportamento estranho e estava alterado, os funcionários fecharam o portão com um cadeado, temendo o retorno dela.


Pouco tempo depois, a mulher voltou portando um facão, que utilizou para quebrar o cadeado. Demonstrando descontrole total, perguntou onde estava uma determinada funcionária da creche. “Eu vou cortar o pescoço dela”, disse. Enquanto percorria a creche à procura dessa servidora, quebrou vidros da janela da cozinha e danificou a porta de uma sala com um golpe de facão.


Na sequência, foi até a Escola Municipal Terezinha da Conceição e perguntou quem era a professora que ela iria matar. Aparentando estar em surto, a mulher entrou na sala onde estava uma funcionária da escola, que foi atingida com golpes de facão nos braços e nas mãos. Na tentativa de se defensor, vítima de segurança como mãos da mulher, que então passou a mordê-la.


Em seguida, uma agressora saiu da sala e começou a danificar a escola, quebrando cadeiras, bancos, portas e canteiros de jardim, enquanto dizia que iria “matar todas as crianças”. No momento do ataque, não havia crianças na creche nem alunos na escola.


A Polícia Militar foi acionada e, juntamente com uma equipe do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), conseguiu conter a agressora. Ela foi levada para o CAPS a fim de ser medicada, pois estava em surto psicótico. A vítima foi socorrida pelo Samu e levada para atendimento no Hospital Luís Eduardo Magalhães, e passa bem. Segundo a polícia, a funcionária ferida não fará queixa crime contra a agressora.


Fonte: Obaianao

Sem comentários

Enviar um comentário

Mais
© EQUIPE DE IMPRENSA
EMPRESA MJM COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADES CNPJ: 40.198.174/0001-25.