A criança Ayla Ribeiro da Silva, foi torturada e morta antes de completar três anos de idade, no domingo, 05/09/2021, no Alto do Moura, em Caruaru, no agreste Pernambucano.

As acusadas são a própria mãe da menina, Alexandra Ribeiro da Silva, de 23 anos e sua companheira Gabriela Ramos da Sivla, de 22 anos de idade. Elas foram presas na segunda-feira, 06, em Sumé, na Paraíba e autuadas por homicídio doloso e serão encaminhadas para a Colônia Penal Feminina de Buíque (CPFB).

A avó materna da criança recebeu uma ligação da namorada da mãe da menina, avisando que ela estava morta dentro de casa. A avó e outros parentes foram ao local e encontraram a bebezinha morta com sinais evidentes de espancamento. A polícia foi chamada. O corpo foi levado para o IML de Caruaru.

Um crime imperdoável pela sociedade e pelos presos de qualquer sistema prisional. A polícia terá que cuidar muito das duas, para evitar o pior, na penitenciária.


Fonte: Bocão 64

Bahia na net
Bahia na net