ELEIÇÕES 2024

ELEIÇÕES 2024

Prefeitura de Belmonte insiste em enviar ônibus de programa federal para cumprir contrato da empresa Magnata Transportes.

terça-feira, 15 de agosto de 2023

/ Por: ...

Recentes denúncias feitas pela vereadora Thiara Melgaço trouxeram à tona a polêmica envolvendo o uso indevido de ônibus do Programa Caminho da Escola, do Governo Federal, para o transporte de alunos da região de Tuiuti. Embora a responsabilidade fosse atribuída à empresa terceirizada Magnata Transportes, a Prefeitura de Belmonte continuou a repetir o erro, enviando outro ônibus do programa ao invés de exigir a retomada do contrato pela Magnata. Essa situação levanta questionamentos sobre a gestão do transporte escolar e a responsabilidade das partes envolvidas.

O Caso em Detalhes: As denúncias da vereadora Thiara Melgaço expuseram a utilização indevida dos ônibus fornecidos pelo Programa Caminho da Escola, do Governo Federal. Esses ônibus, destinados ao transporte seguro de alunos, estavam sendo desviados para a região de Tuiuti, onde a empresa Magnata Transportes deveria ser a responsável pelo transporte escolar, mas não tem veículos para assumir o serviço. Apesar das denúncias, a Prefeitura de Belmonte não tomou medidas decisivas para corrigir a situação. Na sequência, um novo ônibus do programa federal foi enviado à localidade, com planos de retomar o transporte dos alunos da região. Isso levanta questionamentos sobre a capacidade da empresa Magnata Transportes de cumprir com o contrato firmado e a postura da prefeitura em relação a essa situação.

A Reação Oficial: O Secretário Municipal de Educação, Glauber Façanha, emitiu uma declaração pública, mas de caráter genérico. Ele destacou que o transporte escolar é uma prioridade e mencionou que a gestão liderada por Bebeto Gama está buscando melhorias para esse serviço. No entanto, a declaração não abordou diretamente as medidas concretas que serão tomadas em relação à empresa Magnata Transportes, como possíveis descontos pelos dias em que a linha não foi operada ou a suspensão do contrato.

O caso do uso indevido dos ônibus do Programa Caminho da Escola e a persistência da Prefeitura de Belmonte em enviar novos veículos do programa, apesar das denúncias, levantam preocupações sobre a gestão adequada do transporte escolar na região. A falta de ações concretas em relação à empresa Magnata Transportes e à suspensão do contrato da linha de Tuiuti também coloca em xeque a transparência e a responsabilidade da administração local. Diante disso, a comunidade aguarda medidas mais assertivas que assegurem o transporte seguro e eficiente dos alunos da região.


Fonte: BelmonteNews

Mais
© BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados.