ELEIÇÕES 2024

ELEIÇÕES 2024

Delegado explica os motivos por trás do crime que chocou a cidade de Eunápolis

terça-feira, 27 de junho de 2023

/ Por: BAHIA NA NET 04

O delegado Moisés Damasceno e sua equipe revelaram a motivação por trás do sequestro, tortura, assassinato e ocultação dos corpos de Carlos Eduardo Pereira dos Santos, de 19 anos, e Lucimar Santos Sena, de 31 anos, em Eunápolis.

As vítimas, que estavam celebrando os festejos juninos em uma casa no bairro Itapuã, foram mortas simplesmente porque os criminosos as consideraram possíveis rivais. Durante a festa, os bandidos realizaram uma abordagem e verificaram os celulares das vítimas. Foi constatado que Carlos Eduardo tinha parentesco com um indivíduo considerado rival pelos criminosos, o que levou ao sequestro.


O delegado explicou que os assassinos obtiveram autorização de internos do Conjunto Penal de Eunápolis para matar Carlos Eduardo. Já Lucimar morreu devido a espancamento, possivelmente por hemorragia interna.


A polícia estava empenhada em encontrar os marginais desde o dia do crime, o que levou às prisões em flagrante de Bruno dos Santos Reis, Wanderlei Santos Ramos e apreensão de adolescente de 16 anos. O trio está diretamente envolvido no sequestro, tortura e assassinato.


O delegado ressaltou que um dos crimes será tipificado como tortura com resultado morte, enquanto o outro será classificado como homicídio mediante tortura, acarretando em penas severas do Código Penal Brasileiro.


Após uma busca intensa, os corpos das vítimas foram encontrados. O corpo de Carlos Eduardo foi localizado na noite de domingo, e o corpo de Lucimar foi encontrado posteriormente em uma região de mata nos fundos do bairro Parque da Renovação, com a remoção sendo feita pelos bombeiros devido à localização íngreme.


Dois homens foram presos e um adolescente apreendido; todos têm ligação direta com o duplo homicídio, diz polícia


O delegado destacou que a briga entre as facções criminosas tem causado insegurança em Eunápolis, mas as forças policiais estão respondendo ao crime organizado. Lideranças foram transferidas para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) e, se necessário, poderão ser encaminhadas para presídios federais, a fim de interromper a comunicação entre os líderes e os perpetradores.


A polícia possui outros inquéritos em andamento e promoverá mais ações para capturar os responsáveis pelos homicídios recentes. O delegado ressaltou que, mesmo que as ações demorem um pouco para serem deflagradas devido à necessidade de reunir provas, a polícia está empenhada em restabelecer a paz no município de Eunápolis.


Moisés Damasceno tranquilizou a população, assegurando que as polícias estão unidas e adotando ações de inteligência para interromper o ciclo de violência na cidade.


Fonte: Radar.News



Mais
© BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados.