Suspeito de matar vizinhos após briga por som alto é preso: 'estou arrependido' - BAHIA NA NET - NOTÍCIAS

DESTAQUES

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES

quarta-feira, 13 de julho de 2022

Suspeito de matar vizinhos após briga por som alto é preso: 'estou arrependido'

O suspeito de ter matado a vizinha e o marido dela, após o casal reclamar de um som alto, foi preso pela polícia na terça-feira (12). O homem, que é ajudante geral de uma empresa de equipamentos elétricos, foi identificado como Juliano Dyonas Pereira, de 29 anos. A morte do casal aconteceu na cidade de Birigui, interior de São Paulo, no último sábado (9).


De acordo com testemunhas do crime, o suspeito estacionou o carro em frente à casa de Mirlene Gonçalves, 41, e do marido dela, Robson Leandro Fioroto, 43, e ligou o som. Ao reclamar do barulho, a mulher foi morta a tiros com uma arma que estaria dentro do carro do suspeito. Em seguida, o marido da vítima foi em direção à esposa ferida e acabou também baleado, nas costas.


A versão apresentada pela defesa do ajudante geral diverge do relato das testemunhas. Em entrevista ao UOL, o advogado Cristiano Alexandre Souza afirmou que Juliano chegou em casa com o som do carro alto e estacionou o veículo em frente ao imóvel. Mirlene e o marido teriam se irritado com o barulho, invadido a casa dele e feito ameaças de morte.


Versão

Ele diz que o cliente apenas tentou se defender porque Robson, após invadir a casa, retornou ao seu imóvel. O suspeito teria então imaginado que a vítima voltaria com uma arma para cumprir com a promessa de morte. “Por isso, ele pegou a carabina e fez os disparos. Tudo não passou de uma grande fatalidade", explicou o advogado ao portal.


Em depoimento à Polícia Civil, Juliano confirmou a versão apresentada pelo seu advogado. Disse ainda que estava arrependido do crime e que não tinha a intenção de matar o casal. A carabina ponto 44 utilizada no crime foi apreendida e o suspeito levado até uma cadeia de Penápolis, também no interior de São Paulo, onde deve permanecer preso temporariamente por 30 dias.


Fonte: Bnews


PUBLICIDADES

Responsive Ads Here