Durante Passeata pedindo Justiça, pais de Ranitla se ajoelham no asfalto, no local em que a filha morreu atropelada - BAHIA NA NET - NOTÍCIAS

DESTAQUES

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Durante Passeata pedindo Justiça, pais de Ranitla se ajoelham no asfalto, no local em que a filha morreu atropelada

Uma cena triste emocionou várias pessoas na zona sul de Ilheús, no ato de protesto contra a morte trágica da cirurgiã-dentista Ranitla Scaramussa (23 anos), que aconteceu no último sábado (11), no trecho duplicado da BA-001.

Na tarde desta quarta-feira (15), Roberto Bonella e Romênia Scaramussa (pais de Ranitla) se ajoelharam no local em que a filha morreu, após ser atropelada por um carro conduzido pelo empresário Tarcísio Aguiar, sócio do bar Mar Aberto. A vítima atravessava a pista na faixa de pedestres quando foi atingida.

Com um terço nas mãos, Roberto Bonella clamou a Deus por justiça. Romênia Scaramussa em prantos, enconstou o rosto no chão num gesto de tristeza absoluta.

Esteve presente na manifestação o empresário Wellington Nunes amigo da família da jovem que morreu atropelada em Ilhéus  Ranitla Scaramussa (23 anos).


Advogados da família de Ranitla querem “maior rigor jurídico” contra o empresário Tarcisio Aguiar


Nota dos advogados da família de Ranitla Scaramussa, morta no último sábado (11), após ser atropelada por um carro conduzido pelo empresário Tarcisio Aguiar (sócio do bar Mar Aberto).


Advogados dos familiares de Ranitla Scaramussa alegam:


“As circunstâncias do acidente demonstram que condutor do veículo merece tratamento de maior rigor jurídico porque assumiu o risco de produzir o resultado morte” 


Os familiares da vítima contrataram o escritório Ornelas Advogados Associados, através dos advogados Alex Ornelas e Igor de Mello, para representá-los e acompanharem o trâmite da investigação policial.


À defesa técnica demonstrará para as autoridades competentes que os elementos e informações até agora apresentados, especialmente as circunstâncias fáticas do acidente, mas sobretudo as demais informações sobre o perfil e o histórico negativo do condutor, levam, indubitavelmente, a conclusão que o mesmo assumiu o risco de produzir o resultado morte.


Os vídeos demonstram o condutor do veículo com total desprezo e insensibilidade à vida humana, estava preocupado se havia danificado seu veículo importado, uma completa subversão de valores, de modo que consentiu com o resultado morte.


“Tivemos acesso ao Inquérito Policial, acreditamos seguramente na condução investigativa e, ao final, pela responsabilização penal pelo crime de homicídio doloso, tipificação penal adequada ao caso, diante das circunstâncias fáticas do acidente” pontuou Alex Ornelas.



Fonte: Vermelhinho

PUBLICIDADES

Responsive Ads Here