Por volta das 19h30 desta terça feira (26), outra parte do cais no Rio Jequitinhonha nos fundos das residências e estabelecimentos comerciais na Praça 14 de agosto antiga “Praça do Avaí”, na cidade histórica “cidade baixa” em Itapebi, no extremo sul baiano, desabou após subir o nível do rio Jequitinhonha, supostamente  com a vazão da água pelas turbinas para geração de energia elétrica acima do local cerca de 4 quilômetros.

Nos últimos meses e após as enchentes do Rio Jequitinhonha em dezembro/21, a correnteza mudou o canal no leito do rio e quando sobe o nível da água com a vazão - supostamente para a geração de energia elétrica provoca erosão na base do cais ocasionando o desmoronamento.  O segundo nos últimos 15 dias.

Algumas casas construídas na parte mais alta da margem, já estão com rachaduras nas paredes. Dessa vez a parte do cais que desabou tem extensão de mais de 15 metros.


Os moradores das áreas atingidas estão preocupados com a situação de algumas casas que já apresentam aumento nas rachaduras desde o primeiro desabamento do cais há pouco mais de 15 dias.

Segundo os moradores da parte que está ocorrendo os desabamentos e consequetemente a erosão do solo, até o momento nenhum órgão apareceu para avaliar a situação, não sabem ainda de quem é a responsabilidade se do governo (Municipal, Estadual, Federal) ou se da (Hidrelétrica Itapebi) Neoenergia responsável pela barragem para geração de energia elétrica.

Esses moradores temem uma tragédia como as que recentemente já aconteceram em vários locais do pai onde muitas vidas foram perdidas.



Fonte: ItrapebiAcontece


BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
BAHIA NA NET - NOTÍCIAS