Seleção de Buerarema, classificada joga nas oitavas contra Canavieiras.

A primeira fase da I  Copa Regional do Cacau, promovida pelo Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica,  chega ao seu fina neste domingo, dia 27, com muitas emoções.  Já classificada no primeiro  lugar, a seleção de Buerarema recebe em casa a seleção de São José da Vitória, que joga pelo empate para se classificar. 

De camarote e classificada com 10 pontos, a seleção de Camacan espera por Jussari ou Mascote.

Em Jussari, a seleção local recebe Mascote para decidir quem ocupa o primeiro lugar. As duas seleções já estão classificadas. 


Muito colorido, muita animação, é a torcida de cada cidade fazendo a festa.

Canavieiras  que também já está classificada, recebe  a seleção de  Itaju do Colônia, que perdeu todas e fechando a rodada, em Santa Luzia,   Santa Luzia  e  Itapebi , decidem a classificação do  segundo lugar, já que Camacan está classificada em primeiro lugar na chave.

Prefeito Antônio Valete, presença marcante, acompanhando de perto as partidas

PRESIDENTE DO CIMA ELOGIA PARTICIPAÇÃO–  O presidente do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica- CIMA, Antônio Valete,  que também é prefeito de Jussari, elogiou a participação dos municípios e destacou a importância desta copa. ” A região ganhou vida, com as cidades participantes movimentadas, aquecendo o comércio, principalmente os pequenos comerciantes, os campos de futebol com participação  de jovens, senhoras, crianças, idosos, os campos lotados e este é o papel do Cima, trazer qualidade de vida para a nossa região”, destacou Valete.

Ele também elogiou a participação dos municípios, ” porque estamos fazendo um campeonato onde os municípios podem participar, sem gastar muito e levando lazer para as comunidades”, disse.

VENDEDORES AMBULANTES ELOGIAM A COPA CIMA– ” Vim de Buerarema e vendi todo meu churrasquinho . Em três jogos eu ganhei mais de 1 mil reais e já posso pagar minhas dívidas, graças a este evento”, disse Manuela Amorim, moradora do bairro Santa Helena, em Buerarema, que estava 

Quem também ficou muito feliz, já que vendeu todos os seus produtos, foi Marivaldo Reis, que tem um comércio ao lado do estádio. ” A turma chegou aqui comprou de salgadinhos, cervejas, água mineral e seu eu soubesse tinha feito um pedido maior e sei que venderia tudo. Mas tá bom.  No próximo jogo em vou me preparar mais “, disse sorrindo seu Marivaldo.

No bar que fica dentro do estádio, os produtos foram todos vendidos antes de terminar o primeiro tempo.” No intervalo, já não havia mais nada, porque a público tinha comprado tudo”, disse a dona do estabelecimento.


Fonte: Vermelhinho

BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
BAHIA NA NET - NOTÍCIAS