mãe do garoto Adrian Benjamin Santana, de dois anos, viajou com a criança já morta, de ônibus, entre Saubara e Lauro de Freitas, que ficam a 100 km de distância. A informação foi confirmada durante entrevista ao Grupo Aratu nesta terça-feira (8/2).

A avó da criança, Helena Gomes, disse que Benjamin foi assassinado com pauladas na cabeça, no dia 1º de fevereiro. A avó e bisavó maternas do garoto sustentam que o suspeito é o padrastro de Adrian, que convivia com a mãe dele.

Segundo os parentes, após perceber que o filho estava muito ferido e tentar medicar Benjamin por conta própria, a mãe o pegou e foi para a casa dos seus familiares. “Ela [mãe] falou que ele matou com uma pá. A mãe levou a criança para dentro de casa e perguntou o motivo de ele ter feito aquilo. Ela veio na rua com o menino morto, ninguém viu”.

“Estamos muito abalados. Não estávamos sabendo do fato direito. Eu pergunto: por qual motivo essa avó que estava lá, que viu essa pancada, por qual motivo ela não procurou nada? Ela consentiu em ficar com a criança morta. Ela estava encobrindo o filho dela”, perguntou a bisavó da vítima, Maria das Dores.


Fonte: Vermelhinho

BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
BAHIA NA NET - NOTÍCIAS