O ex-prefeito vai continuar preso, acusado de ser o mandante do assassinato do então prefeito Rielson Lima (MDB). Ele está preso dedes outubro de 2020.

Rogério Andrade teve um habeas corpus negado, em decisão da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), publicada na sexta (13). Ele é acusado de ser o mandante do assassinato do então prefeito Rielson Lima (MDB), em 29 de julho de 2014, abatido a tiros em uma praça no centro da cidade. 

O crime chocou a pequena Itagimirim de apenas 8,8 mil habitantes no extremo sul da Bahia. Um dia após o crime, Rogério Andrade, que era o vice-prefeito, assumiu a prefeitura e completou o mandato até perder a reeleição em 2016.  


Fonte: Bahia40Graus

BAHIA NA NET - NOTÍCIAS
BAHIA NA NET - NOTÍCIAS